01.10.2018

Você conhece a Caverna Eirós?

A Caverna Eirós é uma gruta natural, localizada no município de Triacastela , Provincia de Lugo, Galíza no noroeste da Espanha, próxima da nossa mineração da unidade da Cosmos. A caverna é resultado de fenômenos cársticos na região, com predominância de rocha calcária. Sua entrada, com cerca de 2 metros de altura e 3,5 metros de largura e com desenvolvimento de pouco mais de 100 metros, foi topografada em 1977 por membros do G.E.S ARTABROS e é considerada a mais importante da Galiza, do ponto de vista arqueológico, paleontológico e histórico.

Ela é composta por uma galeria, além de pequenas ramificações. Em sua maior sala, a Sala Mamut com 15 m de comprimento, 6m de largura e 5 de altura, se concentram as principais pinturas e gravuras rupestres datadas em mais de 9.000 anos e grafites, mais recentes. Além das gravuras, os estudos arqueológicos identificaram 6 diferentes níveis de solos, que normalmente são separados por placas estalagmíticas, permitindo estudos e datações sobre ocupações humanas de 120.000 anos atrás.

No aspecto Arqueológicos, achados de civilizações humanas anteriores a nossa, são os restos de habitação de Neandertais primigênios, e de Neandertais tardios, podendo especular com a hipótese de ser um lugar que reconhece restos dos mais antigos habitantes humanos da Europa e dos últimos da espécie europeia Homo Neanderthalensis, podendo assim, coexistir as duas espécies de seres humanos que habitaram Europa (Neanderthal e Cro Magnon, e Homens Anatomicamente Modernos – HAM). Nesse aspecto, parte de Arquelogia, contam com o trabalho da Universidade de Santiago.

Já no aspecto Paleontológicos, fosseis ou outros achados de outros tipos de vidas de outras épocas, é importante destacar os restos de ursos, que no final da década de 1980, várias escavações nas seções intermediária e final da caverna forneceram aprox. 4.000 ossos de pelo menos 43 ursos. Com base nestas descobertas, Cova Eirós tornou-se um dos locais mais importantes da Península Ibérica para Ursus spelaeus.

A caverna Eirós, foi ocupada ao longo do tempo até os períodos mais recentes, desde 180.000 anos atrás e até resquícios de ocupação na idade média, como local de armazenamento de alimentos de animais, possuindo os mais antigos indícios de habitação que se têm encontrado até hoje. É um lugar excepcional para sabermos mais da nossa história como espécie, tendo uma grande importância por ser rica em depósitos fossilíferos e arqueológicos ali encontrados, além das pinturas e gravuras rupestres identificados em seu interior.

Últimas Notícias

Nosso volume global de vendas de cimento no trimestre foi de 9,6 milhões de toneladas, queda de 2% em comparação ao mesmo período do ano......
17 de nossos parceiros foram reconhecidos na nova edição do Prêmio Parceiro VC   Celebramos neste mês mais uma edição do Programa Parceiro VC, o......
Somos destaque da edição 2022 do Prêmio Exame Melhores do ESG   É com muito orgulho que recebemos o Prêmio Exame Melhores do ESG, sendo......