01.10.2018

Você sabe sobre a Caverna Eirós?

A Caverna Eirós é uma gruta natural, localizada no município de Triacastela , Provincia de Lugo, Galíza no noroeste da Espanha, no entorno da mineração de uma unidade da Cosmos da Votorantim Cimentos. A caverna é resultado de fenômenos cársticos na região, com predominância de rocha calcária. Sua entrada, com cerca de 2m de altura e 3,5m de largura e com desenvolvimento de pouco mais de 100m, foi topografada em 1977 por membros do G.E.S ARTABROS e é considerada a mais importante da Galiza, do ponto de vista arqueológico, paleontológico e histórico.

Ela é composta por uma galeria, além de pequenas ramificações. Em sua maior sala, a Sala Mamut com 15 m de comprimento, 6m de largura e 5 de altura, se concentram as principais pinturas e gravuras rupestres datadas em mais de 9.000 anos e grafites, mais recentes. Além das gravuras, os estudos arqueológicos identificaram 6 diferentes níveis de solos, que normalmente são separados por placas estalagmíticas, permitindo estudos e datações sobre ocupações humanas de 120.000 anos atrás.

No aspecto Arqueológicos, achados de civilizações humanas anteriores a nossa, são os restos de habitação de Neandertais primigênios, e de Neandertais tardios, podendo especular com a hipótese de ser um lugar que reconhece restos dos mais antigos habitantes humanos da Europa e dos últimos da espécie europeia Homo Neanderthalensis, podendo assim, coexistir as duas espécies de seres humanos que habitaram Europa (Neanderthal e Cro Magnon, e Homens Anatomicamente Modernos – HAM). Nesse aspecto, parte de Arquelogia, contam com o trabalho da Universidade de Santiago.

Já no aspecto Paleontológicos, fosseis ou outros achados de outros tipos de vidas de outras épocas, é importante destacar os restos de ursos, que no final da década de 1980, várias escavações nas seções intermediária e final da caverna forneceram aprox. 4.000 ossos de pelo menos 43 ursos. Com base nestas descobertas, Cova Eirós tornou-se um dos locais mais importantes da Península Ibérica para Ursus spelaeus.

A caverna Eirós, foi ocupada ao longo do tempo até os períodos mais recentes, desde 180.000 anos atrás e até resquícios de ocupação na idade média, como local de armazenamento de alimentos de animais, possuindo os mais antigos indícios de habitação que se têm encontrado até hoje. É um lugar excepcional para sabermos mais da nossa história como espécie, tendo uma grande importância por ser rica em depósitos fossilíferos e arqueológicos ali encontrados, além das pinturas e gravuras rupestres identificados em seu interior.

Últimas Notícias

01.10.2018
A Caverna Eirós é uma gruta natural, localizada no município de Triacastela , Provincia de Lugo, Galíza no noroeste da Espanha, no entorno da mineração......
26.09.2018
Esse ano, conquistamos outros dois importantes reconhecimentos. Recebemos o selo 2018 de Empresa Amiga da Mata Atlântica e a Reservas Votorantim, o prêmio Muriqui 2018,......
20.09.2018
Prêmiação também elegeu como Personalidade do Ano Fabio Ermirio de Moraes, membro do Conselho Votorantim Nós, da Votorantim Cimentos, vencemos o Prêmio Anamaco 2018 nos......